solar-capa

solar-contracapa

ficha

“O sol é estrela/Poeira cósmica/A Lua inteira/A Terra em órbita solar”

solar-reflexoO nosso astro-rei, imagem máxima da Via Láctea, que nos proporciona luz, calor e vida, é também o ponto central do álbum SOLAR, de Walter Benício, lançado em 01 de dezembro de 2016. Além da faixa-título, outras canções também fazem alusão ao Sol, ou até mesmo o tem como tema principal, como “Rei Sol”, “Andar” e “Nem”.

Na coleção de 16 faixas que compõem o lançamento, além da influência espacial, as músicas também falam das relações humanas, a Natureza, o Amor, críticas sociais e religião, entre outros temas. Outra presença muito forte é da China, a milenar nação com a qual Walter Benício mantém forte ligação, já tendo visitado várias vezes. Essas visitas, aliás, foram devidamente registradas em diversas fotos, que ilustram o encarte do CD, ao lado das letras, ficha técnica e agradecimentos.

Lançado em 01 de dezembro de 2016, SOLAR é o primeiro álbum de Walter Benício, uma coleção de 16 faixas gravadas nos estúdios Dusty Records e remixadas no Estúdio Troll. Antes, Walter já havia lançado um single com duas músicas, “Anjo Azul” e “Eu Vejo”, exclusivamente disponível no site oficial (www.walterbenicio.com.br) para download gratuito. Um segundo single, “Mundo Guerra”/”Deve Estar no Céu” está previsto para ser lançado nos primeiros dias de 2017.

Walter Benício é músico desde os anos 80, quando participou de duas bandas de Pop Rock, a banda Ydade, com trabalho autoral e HELP!, cover dos Beatles, com as quais realizou diversas apresentações em cidades do interior da Bahia, como Itabuna, Ilhéus e Vitória da Conquista. Entre suas principais influências musicais estão bandas de rock como os The Beatles, U2, A-Ha e também música clássica. Recentemente também passou a ser influenciado pela música eletrônica chinesa. Essas diferentes vertentes musicais podem ser notadas aqui e ali, durante a audição de SOLAR.

Lançado no começo de dezembro de 2016, SOLAR pode ser adquirido via Internet, no site oficial, com alguns pontos de venda de Itabuna e Ilhéus. Também está disponível no Spotify, através da conta da Gravadora Discobertas.

Onde adquirir:

Bernard Jóias (Shopping Jequitibá, Loja 312) – Itabuna/BA

Discovery Importados (Rua Maria Olívia Rebouças, 95 – Centro) – Itabuna/BA

Casa & Design (Praça Sto. Antônio, S/N – Centro) – Itabuna/BA

Solar

(Walter Benício)

O sol é estrela
Poeira cósmica
A Lua inteira
A Terra em órbita solar
O cosmos poeiras
Em linha perfeita
A Terra não para de girar

E na noite escura
Vejo estrelas
O universo é solar
Com um dedo aponto
Um cometa
O eclipse vai passar

Ursa Maior, Ursa Menor
Terá um fim
Ursa Maior, Ursa Menor
Terá um fim
Ursa Maior, Ursa Menor
Será o fim
Do Sistema Solar

São Francisco

(Walter Benício)

Já sonhei até com São Francisco
Já ouvi aquele acorde beatle blue
Até acordar

Já provei do teu amor amargo
Já pulei o muro do pecado
E fui até, até me afogar

Se eu errei, a vida é sempre risco
Do prazer, agradeci a Deus por você
E por nos guardar

Já colhi o que já foi plantado
Fui até, até o descompasso
E se eu errei até me encontrar

Se eu joguei, a vida é sempre risco
Apostei, agradeci a Deus por você
E por nos guardar

Atravessei setes milhas no mar
E são Francisco vem nos guiar
Já naveguei milhas, milhas no mar
E São Francisco vem nos guiar

É Tempo

(Walter Benício)

Falar, pensar, é fácil demais
Mentir, julgar, é fácil demais
É tempo que se vai

Calar, negar, é fácil demais
Ferir, amar, é duro demais
É tempo que se vai

Falar, julgar
É tempo que se vai
Falar, amar
E nunca volta atrás

Cego de olhar

(Walter Benício)

Cego de olhar
E não ver o ser que está aí
Bem na tua mão
E só tem um fim

Cego de olhar
E não ver o ser que está aí
Bem na solidão
Tantos vagos planos
E só tem um fim

Sei lá, sei lá…
Todo dia é tarde
E eu vou seguir
Sei lá, sei lá…
Todo dia arde
E eu vou seguir

Deve ser amor
Dizendo que eu
Não vou cair
Deve ser amor
Sussurrando sim

Cego de olhar
E não ver o ser que está ali
Bem na tua mão
E só tem um fim

Sei lá…

Andar

(Walter Benício)

Andar
Conchas do mar
Perder
Verde é o mar
Andar

Andar
Som badalar
Perder
E mergulhar
Andar

Brisa comum
Vem inundar
Sob as ondas andar
Dia azul sol passear
Sob as ondas andar
Andar

Rei Sol

(Walter Benício)

Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol

Nos aquecer e clarear
Nos aquecer e clarear

Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol

Nos aquecer e clarear
Nos aquecer e clarear

Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá o Deus Rei Sol
Vem lá, vem lá, vem lá

Mil amores

(Walter Benício)

Mil amores vem
Com as chuvas de verão
Tantas coisas sem
Alguma explicação

Outras flores vem
Com a nova estação
Quantas vezes eu
Me vi na solidão

Mil amores vem
Caminham e se vão
Tantas cores sem
Alguma intenção

Outras flores vem
Com a nova estação
Quantas vezes eu
Me vi na solidão

E se o amor chegar
De leve e sem querer
Mil amores vem
São chuvas de verão

Caxandó

(Walter Benício)

Lá no Caxandó tem uma moça só
Que não vive em paz seu o seu rapaz
Não dorme em paz e foge
Pra lá, pra lá do Caxandó

Lá no xilindró tem um cara só
Que pensa demais no que ficou pra trás
Não dorme em paz e sonha
Fugir pra lá do Caxandó

Mas a vida é muito longa
Pra dar um pouco de paz
Um rapaz e uma moça
Pra lá, pra lá do Caxandó

O Vento

(Walter Benício)

Hoje é cedo pra voltar
No tempo perdido se consolar
Amanhã será um novo dia
Será
Amanhã virá sem sofrimento
Amanhã virá um forte vento
Nós podemos dar ouvidos
Para o vento que
Virá e depois partir
Virá e depois varrer

Hoje é tempo pra sentir
O vento perdido
No chão rajar
Amanhã será um novo dia
Será
Amanhã virá sem sofrimento
Amanhã virá um forte vento
Nós podemos dar
Ouvidos para
O vento que
Virá e depois partir
Virá e depois partir

Gosto de Adeus

(Walter Benício)
Para dizer o que eu só penso
O que eu escondo
Pra entender o tempo perdido
Amor, desencanto
Frases com gosto de adeus

Pra esquecer um dia perdido
Amor, um engano
Pra responder um louco perdido
Amor, um recado
Frases com gosto de adeus

Será que o tempo
Varreu nossos planos
Será que o tempo
Levou meu querer

Outro dia você vai lembrar
O valor de um amor
De um amor só seu

É Melhor

(Walter Benício)

A noite cai sem dormir
Sem saber onde é o fim
O dia vem sem sentir
Sem saber o que perdi
E mesmo assim
Eu te quero mais
É melhor você pensar
O que pode ser o amanhã

Eu tentei insistir
Não perder, estar em mim
Retornar, desistir
Meu melhor não basta aqui
Às vezes que te pedi demais
Nunca mais irão contar
O que pode ser o amanhã

Eu tentei até fugir
E não há lugar pra ir
Você quer ficar ou quer partir
É cruel demais pra mim
É melhor (pra mim)
É melhor, hum… meu amor

Eu tentei insistir
Não perder, estar em mim
Retornar, desistir
Meu melhor não basta aqui

Linear

(Walter Benício)

É tarde, não vou ficar
Com medo de me arriscar
A vida você quem faz
Destino não vou pensar
Se o tempo é linear
Se tudo é tão fugaz
A vida que você tem
Destino até o fim do amor
Que você tem
Fim do amor vem do além
É tarde pra lamentar
Ter medo de se arriscar
A vida você é quem faz
Há pedras e coisas mais
Se o tempo é linear
Se tudo é tão fugaz
A vida que você nem percebe
Até o fim do amor
Que você tem
Fim do torpor vem do além
Se o tempo é linear
Se tudo é tão fugaz
A vida que você nem percebe
Até o fim do amor
Vem do além
Fim do torpor que você tem

Vaso de Cristal

(Walter Benício)

Vaso de cristal
Recorto o teu rosto
Lembra o Mao…

E nessa hora
Nada que eu não sei
Nada que eu não sei

Fogo, água e sal
Meu barco afundou
No litoral
E nessa hora
Nada que eu não sei

A noite cresce
Imenso enorme
Disforme girassol
E hoje a menina
E raio segredo
Vem do sol

Muita Gente

(Walter Benício)

Há muita gente indecente
Que não mostra compaixão
Há muita gente indiferente
Que é cego por opção
Sou sou sou sou
O que te satisfaz

Há muita gente que se diz crente
Lê a Bíblia e lava as mãos
Há muita gente inconsequente
Que é surdo por opção
Sou sou sou sou
O que te satisfaz

Muita gente faz o mal
Muita gente sem coração
Muita gente prepotente
Que não faz por opção

Mais e mais e quer ser rico
Mais e mais e quer ser rico

Há muita vida em vão
Há muita gente indecente
Que não mostra compaixão
Sou sou sou sou
O que te satisfaz

Muita gente faz o mal
Muita gente sem coração
Muita gente prepotente
Que não faz por omissão

Nem

(Walter Benício)

Nem amor
Nem favor
Um lugar ao sol

Nem porém
Mestre zen
Nem meditação
Nem a multidão

Nem amém
Nem harém
Um desejo só

Nem Barein
Nem Belém
Nem Paris
Nem luz
Nem religião

Não vou dizer… não, não
Não vou dizer… não, não

Nunca Mais

(Walter Benício)

Nunca mais saber
Se o tempo passou
Nunca mais sentir
Se o inverno chegou
Nunca mais
Bem de manhã
Vento vir do mar
Acordar nós dois

Nunca mais saber
Se a guerra acabou
Nunca mais sentir
Se o silêncio voltou
Nunca mais
Se de manhã
Você se despir
Harpejar no céu azul

Participação: ILLA BENÍCIO (voz)